Rio Grande do Norte

Pandemia

COVID-19: RN conta com 376 casos confirmados e 18 óbitos

Apesar do aumento de mortes, no RN a taxa de letalidade por Covid-19 (4,8) é inferior à média nacional (5,5%).

Brasil de Fato | Natal (RN) |
Mapa com taxa de coronavírus
Mapa apresenta os 32 municípios com casos confirmados, mas as notificações de casos suspeitos chegam a 143 município do estado. - Reprodução/SESAP

No último boletim epidemiológico apresentado pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP), nesta terça-feira (14), foram confirmados 376 casos e 18 óbitos. As 18 mortes no RN foram registradas nas cidades de Mossoró (6), Natal (5), Tenente Ananias (2), Cerro Corá (1), São Gonçalo do Amarante (1), Taipu (1), Lagoa de Pedras (1) e Apodi (1).

Os dados da secretaria ainda apontam 2.430 casos suspeitos e 1.948 descartados. Há também nove óbitos no estado que permanecem em investigação. Dentre as mortes confirmadas, o maior número de vítimas foi do sexo masculino (55,5%) e com idade superior a 59 anos (55,5%). 

No RN, o agravamento da doença, que leva à morte, geralmente ocorre (83,3% dos casos) em pessoas que compõem o grupo de risco, ou seja, idosos e/ou que apresentam alguma comorbidade. Porém, entre os potiguares, a maior incidência da doença é entre pessoas de 30 a 39 anos. Este dado preocupa, porque essa faixa etária é composta por pessoas economicamente ativas, parte dessa população continua trabalhando
e, possivelmente, está fora do isolamento social. 

Atualmente, o RN conta com 32 municípios com pessoas com diagnóstico positivo para Covid-19. Segundo o Boletim da SESAP, ao que se refere à incidência dos caso confirmados, o RN apresenta até esse momento o coeficiente de 10,5 pessoas diagnosticadas para cada 100 mil habitantes.  Comparando com os últimos dados revelados pelo Ministério da Saúde, publicados ontem (13), é possível afirmar que o estado possui incidência inferior ao coeficiente nacional (11,1/100mil), mas quadro ainda requer atenção. 

Um dado mais alarmante é que em relação aos casos suspeitos, ou seja, que ainda estão sob investigação, o RN tem 143 municípios com notificação. Esse cenário indica que a doença está espalhada por todo o RN. Dentre os municípios potiguares, Bodó, na microrregião de Serra de Santana, apresenta maior taxa de notificação de casos suspeitos (8), quando comparado os casos por número de habitantes (100 mil).

Os municípios que apresentam maior número de confirmações da doença são Tibau (49,1/100mil), Mossoró (26,9/100mil) e São Gonçalo do Amarante (23,7/100mil). A capital potiguar, Natal, apresenta taxa de 16,5/100mil.

Em um cenário otimista, a projeção divulgada pela SESAP, na terça (7), apontou que até o dia  de hoje, 14 de abril, teríamos 5.108 pessoas infectadas e 28 óbitos. O fato desse número não se confirmar se deve as medidas de proteção e isolamento social. Cipriano Maia, secretário de saúde, reforçou em coletiva à imprensa, a necessidade de manter as medidas restritivas para conter o vírus.
 
Internações
O panorama assistencial apresentado pela secretaria consta que há 110 pessoas internadas entre confirmados e suspeitos. O predomínio das internações até esse momento está nos hospitais públicos. Há 62 pessoas em leitos de UTI e em unidades semi-intensivas, na quais 34 estão internadas no sistema público e 27 no sistema privado. Os demais estão em leitos clínicos, de observação. 
    
Brasil
De acordo com o boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, o Brasil registra 25.262 casos confirmados e 1.532 mortes em decorrência do COVID-19. Com esse novo número o país bateu o recorte de mortes em 24 horas: 204. Ontem, haviam sido contabilizados novos 105 óbitos e, no domingo, 99. No perfil das vítimas, 59,9% eram homens e 40,1%, mulheres. Do total, 73% tinham acima de 60 anos e 73% apresentavam algum fator de risco, como cardiopatia, pneumopatia, diabetes e doenças neurológicas.

Edição: Isadora Morena