Rio Grande do Norte

Solidariedade

Ato de solidariedade promovido pelo MST distribui alimentos em Ceará Mirim (RN)

Nessa sexta-feira (24) foi realizada a distribuição de 1,2 toneladas de alimentos para mais de 200 famílias

Brasil de Fato | Ceará Mirim (RN) |
MST promove ação de solidariedade em Ceará Mirim - Setor de comunicação do MST

No mês de abril o MST promove a Jornada Nacional de Lutas, momento em que ergue suas bandeiras em memória aos dezenove trabalhadores rurais sem terra mortos pela polícia militar, no episódio que ficou mundialmente conhecido como Massacre do Eldorado dos Carajás, no dia 17 de abril de 1996. 

Esse ano, devido a pandemia do Covid-19, a jornada se transformou em ações de solidariedade por todo país. O MST já distribuiu mais de 500 toneladas de alimentos saudáveis, frutos de assentamentos da Reforma Agrária. 

Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e sob o lema: "Reforma agrária contra a impunidade, produzindo alimentos para o campo e para a cidade!", assentados e acampados do RN organizam campanhas de arrecadação e distribuição de alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade da região metropolitana de Natal. Para Vanuza Macedo, da Direção Nacional no estado, "o MST acredita que a solidariedade humana é elemento fundamental para salvar vidas" por isso, vem promovendo as atividades.

Nessa sexta-feira (24) foi realizada a distribuição de 1,2 toneladas de alimentos no município de Ceará Mirim (RN). A doação só foi possível devido à consciência das famílias assentadas e de sua mobilização. 

A primeira ação da campanha no estado foi destinada ao abrigo de idosos São Vicente de Paula e para  o bairro do Formigueiro.

Segundo Vanuza Macedo, o movimento já realizou doações e fez atividades com o abrigo, não sendo a primeira contribuição com a instituição. Ela ressalta que a atividade respeitou a indicação de não aglomeração, além da higienização adequada dos produtos. Também fez parte da ação, a comunidade do Formigueiro, localizada na periferia de Ceará Mirim, beneficiando mais de 200 famílias.

Em vários estados do país, o movimento vem organizando doações de alimentos para comunidades carentes, hospitais e asilos. Além disso, tem ocorrido experiências em distribuir marmitas e realizar cafés solidários, como as promovidas pelo Armazém do Campo do Recife (PE) e de São Luís (MA). 

Edição: Gabriela Cavalcanti